top of page

Moreia: bela e fácil de cultivar






Ao escolher uma planta, muitos visam além da beleza, a facilidade na manutenção da mesma. A Dietes bicolor, mais conhecida como Moreia ou Olho de Tigre, é ideal por ser uma planta ornamental de fácil cultivo, muito resistente, fácil conservação e com lindas flores que florescem o ano todo.

Características da Moreia

Existem três tipos de Moreias e elas são amplamente usadas no paisagismo. Para saber usá-las, precisamos conhecer suas características.

Altura

Por ser uma herbácea rizomatosa, ela forma tufos densos, que chegam a medir, em média, de 40 a 90cm de altura. É uma planta muito usada em projetos de paisagismo.


Tipos, Cores e Floração

Temos 3 (três) tipos se Moreia: a branca, que é a mais conhecida, a amarela ou creme e a variegata. As flores são muito bonitas e geralmente, possuem manchas alaranjadas e marrom-escuras no centro.

A floração das mesmas são diferentes, enquanto a Moréia branca se adapta melhor a uma condição de meia-sombra, a amarela precisa de mais sol.




MOREIA

VARIGATA









MOREIA

AMARELA









MOREIA

BRANCA










Luminosidade

Assim como as cores são diferentes, a necessidade de iluminação solar também é diferente entre elas. A Moreia branca, costuma ter o auge da sua floração entre o outono e o inverno; já a amarela, que precisa de uma maior intensidade de sol, floresce mais durante a primavera e o verão.

Por esse motivo, a folhagem da Moreia branca é mais escura e aguenta facilmente menos luminosidade. A Moreia amarela e a variegata necessitam de mais sol para florirem bastante (pelo menos 4 horas diárias) e por esse motivo, se colocadas dentro de casa, vão definhando aos poucos. As Moreias são resistentes, mas devem ser cultivadas em áreas externas, como jardins e quintais.

Onde e como plantar

As Moreias são plantas de ambientes externos. Suas folhas são bem firmes, crescem verticalmente, rígidas, em forma de espada e formam touceiras que se adaptam muito bem a meia sombra ou com bastante Sol. Por esse motivo, são muito utilizadas ao lado de muros, muros de pedras, grades, enfeitando entradas de casas e estabelecimentos, junto com pedras no jardim, como bordadura, em grandes maciços isolados e até em jardineiras, desde que elas sejam largas e profundas, com no mínimo, 40cm de profundidade. Podem ser usadas em linha ou isoladamente, na forma de arbustos.

omo a Moreia cresce em largas touceiras, se for colocada em vasos ou jardineiras, é preciso deixar um espaço de pelo menos 30 cm entre uma e outra, para que as mudas possam se desenvolver.

Para um melhor resultado, o ideal é usar um espaçamento de 0,50 a 1,0 metro em linha, para que as touceiras possam se formar mais facilmente. E também, aconselha-se abrir covas maiores que o torrão da muda, procurando não danificar as raízes ao retirá-la do saco plástico. Após colocá-la na cova, fechar a mesma, apertando de leve a terra em volta. E não esquecer de regar.


Qual o melhor clima para plantar as Moreias

Devido a sua grande resistência, ela poderá ser plantada em local que bata menos sol, mas como consequência, irá florir menos, ou com grande incidência solar, onde irá florir o ano todo. Ela não se desenvolve muito bem no clima litorâneo. Ela resiste bem às baixas temperaturas do inverno, e graças a isso, pode ser cultivada em quase todo território nacional (Brasil), onde predomine os climas frios, temperados e quentes, mas não com salinidade. No litoral, ela deverá ser plantada em local onde receba o máximo de sol, quanto mais luz melhor. Mas a tendência, é ter flores menores à beira mar.

Terra

A Moreia é uma planta muito resistente. Isso se dá, pela sua estrutura de raiz rizomática, que permite que a mesma crie uma reserva de nutrientes e se desenvolva muito bem mesmo nos meses mais secos. Ela “pega” muito fácil, e não precisa de cuidados especiais. E isso se estende a que tipo de terra utilizar. Para um bom crescimento, ela irá necessitar apenas de uma terra de qualidade, pois ela se desenvolve bem com muita matéria orgânica, boa drenagem e adubo químico comum.

Rega

A rega poderá ser feita todos os dias, ou dia sim, dia não, quando for recém plantada e em clima quente. Ela não gosta de solo encharcado, e portanto, aguenta períodos mais longos sem água, mas irá florir menos. O normal são regas sem exageros, entre 5 a 7 dias.

Adubação

Para se obter uma florada constante, recomenda-se adubar três vezes ao ano, ou caso tenha sido feita a poda das folhas. Assim, no começo da primavera e do verão, as flores serão viçosas, grandes e lindas.

Mas normalmente, a adubagem da terra pode ser feita de ano em ano, dando prioridade a adubos naturais, orgânicos, acompanhados de rega e boa drenagem, para que a planta não definhe por excesso de água.

Replantio

Ela pega muito fácil, basta dividir a touceira, mantendo os rizomas intactos. Ou seja, tire a touceira completamente da terra, corte-a no sentido vertical e coloque novamente os rizomas na distância certa e local escolhido. No começo, por estar enraizando, aconselha-se a molhar com maior frequência.

Normalmente, seu replantio se dá a cada dois ou três anos. Sua propagação também pode ser feita através de sementes.

A poda

A Moreia não é uma planta para ser podada, pois ela é bonita por ter suas folhas altas. O que deve ser feito, é a remoção das flores e das folhas secas na base da planta; nunca cortar suas folhas horizontalmente, pois isso a prejudicaria em seu crescimento, floração e beleza, deixando-a mutilada e feia.

Doenças e pragas

Caso seja atacada por pragas, recomenda-se fazer a pulverização semanalmente com fumo de rolo, até que as mesmas sejam eliminadas.

Se a muda estiver com uma infestação muito grande, ela deverá ser substituída, a fim de não contaminar as demais ao redor.






3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page